Carta da editora: 7 anos de Império Retrô


Por Rafaella Britto –

Hoje, 5 de maio de 2017, o Império Retrô completa 7 anos. Uau! Mal percebi o tempo passar. Pisquei e, de repente, foram-se 7 anos... 7 anos de constantes aprendizados, crescimentos, realizações. 7 anos do nascimento deste projeto que proporciona a mim tantas felicidades incontidas: a felicidade de inspirar, instigar; a felicidade de travar contato com tantas pessoas ao redor do mundo que partilham de igual paixão pela beleza.
Como contei anteriormente aqui, o Império Retrô nasceu em 2010, sem qualquer pretensão. Inicialmente, era somente a ferramenta através da qual eu, então prestes a completar 13 anos, expressava meu amor pelas artes, em especial, a moda e o cinema clássico – paixões que cultivo desde a infância. Os anos passaram, cresci, amadureci valores e visões de mundo, e, em 2015, o Império Retrô tornou-se, muito além de um passatempo, um projeto de jornalismo independente que visa, sobretudo, contar a História de maneira diferente.
Este ano vem sendo positivamente surpreendente para mim, e, consequentemente, para o blog. Algumas mudanças ocorreram: a frequência de postagens diminuiu devido às obrigações de minha vida real, que triplicaram – vocês devem imaginar como é a vida de estudante universitária e professora. Porém, apesar deste aparente distanciamento, sinto estar ainda mais próxima de meus leitores. Meus artigos, sempre frutos de extenso trabalho de pesquisa, vêm transmitindo não puramente análises frias a respeito do assunto abordado, como também minhas experiências subjetivas.
Ao mesmo tempo, tenho estado envolvida em outros projetos: este ano juntei-me a equipe do fotógrafo Waldir Santos e temos produzido editoriais especiais para o Império Retrô (você pode conferir todos clicando aqui).
Mais recentemente, em março, houve o lançamento do Cine Suffragette, publicação multilíngue (português, inglês, espanhol e francês) que discute a condição da mulher no cinema. O projeto, de autoria minha e de minhas amigas Letícia Magalhães (do blog Crítica Retrô) e Jessica Bandeira (do site Cine Espresso) nasceu da necessidade que encontramos de contribuir para a luta feminina diante dos perigos representados pelo avanço do ideário neoliberal no Brasil e no mundo. Nosso objetivo é trazer à tona pautas relevantes para o debate feminista e resgatar a memória das mulheres que fizeram – e fazem – a história do cinema. Felizmente, o projeto vem sendo muito bem recebido pelo público. Lá você poderá encontrar, tanto originais como traduzidos, alguns dos textos já publicados no Império Retrô.
Como puderam perceber, nos últimos tempos tenho estado dedicada a diversas áreas do conhecimento, e buscado, ao máximo, trazer a vocês, leitores, esta pluralidade, e cada vez mais instigá-los a pensar o cinema, a moda, a literatura, a história, sob diferentes prismas. Esta missão tem angariado resultados satisfatórios e tenho esboçado novas ideias – talvez, quem sabe, expandir o conteúdo aqui produzido para o YouTube. Sugestões serão bem-vindas.
Nada é para sempre, e, cedo ou tarde, o Império Retrô deixará de existir. Saliento que não ganho um centavo com este blog, de forma que mantê-lo e, ao mesmo tempo, correr com os deveres da vida prática, não é fácil. Mas, por enquanto, não penso em deixá-lo. O prazer de escrever, somado a todo reconhecimento recebido ao longo desses 7 anos, é o que me faz prosseguir acreditando.
A verdadeira glória de todos aqueles que escrevem é esta: ser lido. Portanto, resta-me agradecer. Agradeço a todos vocês, meus leitores, por me lerem, e fazerem deste um trabalho especial. Espero retribuir-lhes o carinho trazendo, sempre, o melhor.



Foto Capa: Donny Osmond, Marie Osmond, Cher e Sonny Bono

Império Retrô

Criado em 2010 por Rafaella Britto, o blog Império Retrô aborda a influência do passado sobre o presente, explorando os diálogos entre moda, arte e comportamento.

2 comentários: