“Para ser bonita”: revista brasileira de 1927 dá receita de emagrecimento

Por Rafaella Britto


Caminhar, exercitar-se, não consumir gordura: desde os primórdios da comunicação, as dicas de beleza recheiam as páginas das revistas femininas. Confira as receitas de emagrecimento da Modearte, periódico paulistano da década de 1920.

(Foto: Reprodução)

 O que mais preocupa a mulher moderna é, não há dúvida, a linha, a silhueta. Conseguir um peso, uma figura que se adapte aos rigores estéticos da moda, eis o pesadelo de toda mulher. E não é dos problemas mais fáceis, oh não. Para conquistar esse peso desejado, que realizará a elegância, a linha indispensável para ser chic, não é das coisas mais simples, principalmente para as brasileiras, acostumadas como estão a vida monótona de um lazer absolutamente nocivo ao físico, ao moral e ao espírito.
 Não só se devem ocupar em alguma coisa as pessoas que precisam ganhar a vida. As que têm a ventura de possuir bens de fortuna, que não necessitam portanto ocupar-se em ganhar o pão de cada dia, devem também movimentar-se, de acordo com as suas possibilidades, procurando não só serem úteis a alguma coisa e a alguém, como a si mesmas, cuidando de sua higiene que deve ser feita inteligentemente, orientada na vida sadia, na boa função de todos os órgãos, na boa circulação do sangue. Essa higiene nutrirá o corpo e o cérebro. O cérebro, bem controlado pela vida saudável do corpo, dará alegria à alma, aos olhos, aos ouvidos; e o mundo, e as paisagens, e toda gente, serão telas de beleza incomparáveis, para esse alguém.
 Cuidemos pois da nossa saúde, e seremos belas, e seremos fortes, e seremos felizes.  
 Com o fim de cooperar para que as nossas queridas leitoras se orientem nos tratamentos a seguir para corrigirem senões físicos, daremos hoje este regime para obesos, que seguido à risca, dá resultado certo.

(Foto: Reprodução)

REGIME PARA OBESOS

 As pessoas obesas, com peso superior a 80 kg, tendo altura de apenas 1m. 60 cent. de altura, devem fazer um tratamento rigoroso desde o início, combatendo imediatamente os 20 kg em excesso que possuem, pois quem tem 1m. 60 cent. de altura, deve pesar 60 kg para ter peso normal, relativo ao tamanho.
 Quando o excesso de peso é assim grande, o obeso deve tomar a resolução de tratar-se e iniciar o tratamento de repouso e pouco alimentação sólida, até poder alimentar-se melhor, e então continuar o tratamento movimentando-se.
 O primeiro mês, deve o obeso passa-lo quase completamente de cama, pois deve conservar-se deitado, nem que seja numa chaise longue, mantendo porém, tanto quanto puder, a cabeça alta, o busto ligeiramente levantado.
 Nesse primeiro mês de tratamento deverá alimentar-se de duas em horas exclusivamente com chás, pão forrado no forno, manteiga fresca, leite, um bife e água de arroz, água de cevadinha e água de legumes, ligeiramente temperadas com sal.
 O bife deve ser bem passado, feito na manteiga fresca, muito fino, e uma só vez no dia. As outras refeições devem ser feitas: duas com um copo de leite de cada vez, e as outras com chá e torradas. Um banho de temperatura de 38° deve ser tomado à noite ou pela manhã.
 No fim de 30 dias, pesará menos 10 kg mais ou menos. Quando tiver perdido esses 10 kg, aumentar a alimentação com um bife a mais, mais um copo de leite e legumes bem cozidos.
 Alimentar-se sempre de duas em duas horas. Se tiver mais de 10 kg em 30 dias, poderá tomar ovos quentes, mingau de maisena, frango cozido com arroz, peixe cozido e bolachinhas de água e sal. Nesse caso, alimentar-se de 3 em 3 horas, pouco de cada vez, sendo apenas duas as refeições sólidas e as outras feitas com chá e leite.
 Não comer durante todo o dia mais que: 125 g de pão torrado; 150 g de carne; dois ovos; 200 g de ervas, legumes e saladas; 15 g de manteiga fresca.
 Como líquido tomar água alcalina, meio copo de vinho, ou seja um quarto de copo de água, em cada refeição.

(Foto: Reprodução)

PARA EMAGRECER

 Em se tratando de uma obesidade sem outras causas que não o excesso de alimentação de farinácea muito usada entre nós, e da vida sedentária comum, principalmente no interior do Brasil, é recomendável o seguinte tratamento, que deve ser seguido à risca para produzir efeito:

I – Vida ativa. Em se tratando de uma senhora que viva em casa, que seja uma pessoa independente de labores profissionais que a obriguem a sair e agitar-se diariamente, deve ser usado um passeio matinal diário, à hora em que o ar é mais puro. Nesta hora, ou andar, ou jogar tênis, ou patinar.
 Ao voltar para casa, se mora em cidade de recursos, tomar um banho de luz e repousar até a hora do almoço. Nota: o banho de luz, toma-se em estabelecimentos especializados em tratamentos por eletricidade.
 No caso de viver fora da cidade, tomar, ao chegar em casa, um banho de chuveiro, o mais forte possível. À noite, antes de deitar-se para dormir, tomar um banho quente de 30 minutos, com a temperatura de 3°, conservando a mesma temperatura até o fim.

II – Dormir apenas 7 horas no máximo. Deitar-se por hábito às 11 horas e levantar-se às 6.

III – Abolir toda a gordura da alimentação. Alimentar-se exclusivamente com legumes cozidos e passados na manteiga fresca, bifes de grelha ou de chapa feitos com manteiga fresca, pão torrado no forno, frango assado, saladas. Evitar os doces. Abolir as sopas, os purês, os assados temperados, ensopados, féculas, cereais e massas.
 Pode-se comer peixe cozido com molho de manteiga e ovos. Queijos frescos. Não beber mais que meio copo de água em cada refeição, em goles pequenos. Beber água duas vezes por dia, ou seja, um copo. Como sobremesa usar frutas cruas, ou cozidas. Evitar o café. Tomar ½ a 1 litro de leite no máximo por dia, pela manhã, durante o dia e à noite. Não tomar café com leite. Não beber álcool.

Extraído de:

Revista Modearte. Número Avulso, Anno XVI. Empreza Lilla-Editora Internacional – São Paulo, 1927 (disponível em http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=848328&pasta=ano%20192&pesq=).

Império Retrô

Criado em 2010 por Rafaella Britto, o blog Império Retrô aborda a influência do passado sobre o presente, explorando os diálogos entre moda, arte e comportamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário