Natalie Wood ganha sua própria fragrância

Por Rafaella Britto


Considerada uma das mais belas mulheres de seu tempo, Natalie Wood iniciou sua carreira como atriz mirim e, posteriormente, já crescida, brilhou em clássicos como “Juventude Transviada”, “Splendor in the Grass”, “West Side Story” e “Love With the Proper Stranger”. Três vezes indicada ao Oscar, o charme e singeleza da jovem atriz lançaram moda entre a juventude dos anos 1950 e 60. Sua carreira foi tragicamente interrompida em 1981, aos 43 anos. As circunstâncias de sua morte ainda hoje permanecem não esclarecidas.
O legado de Natalie Wood é preservado por suas filhas, Natasha Gregson (fruto de seu casamento com o produtor Richard Gregson) e Courtney Wagner (de seu casamento com o ator Robert Wagner). Para celebrar o Dia das Mães, Natasha Gregson lançou a nova fragrância Natalie, que reproduz o aroma de gardênia considerado a assinatura de sua mãe.

(Foto: Reprodução)

“Barbara Stanwyck deu a minha mãe um Jungle Gardenia original, de 1932, durante as gravações de The Bride Wore Boots em 1946”, contou Natasha ao Hollywood Reporter. “Minha mãe era uma atriz mirim e amou o perfume da Barbara. Depois que Barbara lhe deu um frasco de presente, ela usou-o pelo resto da vida.”
Jungle Gardenia era o favorito de outras estrelas da Era de Ouro de Hollywood, como Liz Taylor e Joan Crawford. A fragrância foi recriada na década de 1990 pela empresa Coty, em composição diferente. “Mas eu não recriei o Jungle Gardenia”, disse Natasha. “Esse é mais moderno; nós introduzimos aromas de frésia, laranja-azeda, narciso, jasmim e óleo de rosas, e também baunilha e almíscar. Foi um processo de oito meses. A embalagem tem a assinatura em dourado, porque, afinal, ela era uma estrela. Eu nunca me esquecerei de que sempre sabíamos quando mamãe estava em casa, porque sentíamos o seu cheiro!”

A fragrância Natalie está disponível em todas as lojas Curve, nos Estados Unidos, e no site nataliefragrance.com.

Império Retrô

Criado em 2010 por Rafaella Britto, o blog Império Retrô aborda a influência do passado sobre o presente, explorando os diálogos entre moda, arte e comportamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário